Você está aqui
Home > Notícias > Apresentação e Oração do 14º Intereclesial das CEB’s

Apresentação e Oração do 14º Intereclesial das CEB’s

Londrina será a sede do evento entre os dias 23 a 27 de janeiro

Apraz-me apresentar o texto base do 14º Intereclesial das CEB’s, cujo tema central é: “CEB’s e os Desafios do Mundo Ur­bano”. A cultura urbana vai muito além dos limites das cidades. Abrange cidade e campo, grandes e pequenos, centros e perife­rias, ocidente e oriente. Nada e ninguém escapa do contato, da influência do urbano.

A Arquidiocese de Londrina acolhe de coração e braços abertos, a todos os delegados(as) e outros participantes. Para nós, sediar este tão grande evento é uma dádiva. Nosso planejamento pastoral tem como prioridade: “Ser Igreja, Comunidade de comunidades de discípulos missionários”. Os Grupos Bíblicos de Reflexão, a setorização das paróquias são o chão para as Comunidades Eclesiais de Base.

As Santas Missões Populares facilitaram a criação e o au­mento de grupos, de setores, comunidades, na esperança de ser­mos uma Igreja cada vez mais aberta, profética, transformadora a serviço do Reino. Sabemos que toda a ação pastoral é o exercício do amor, um “ofício de amor” e da maternidade da Igreja, que cul­mina na santificação do povo de Deus.

O mundo urbano é um sinal dos tempos que nos convoca a uma “conversão pastoral urbana”.

O Papa Francisco nos impulsiona a olhar a cidade com os olhos da ciência e os olhos da fé. Deus habita nas casas, nas ruas, nas praças da cidade. A Palavra de Deus deve alcançar os núcleos mais profundos da alma da cidade. Uma cultura inédita palpita e está em elaboração no coração da cidade e do mundo urbano.

Há anos atrás já se dizia: “Paris é terra de missão”. Hoje precisamos gritar: “o mundo urbano é prioridade da missão”. Não nos roubem o entusiasmo missionário, não nos roubem o projeto “Comunidade de comunidades, não nos roubem o profetismo e a dimensão social do Evangelho.

Evangelizar o mundo urbano, que está globalizado é um de­safio, porque sua alma é o mercado que leva à “globalização da indiferença”. Nossa missão consiste em globalizar a “civilização do amor” através das obras de misericórdia e da revolução da ternura, à luz da Doutrina Social da Igreja. Isso requer um perma­nente discernimento, mudança de mentalidade, de estilo de vida e de estruturas ultrapassadas.

A Igreja direcionada e pautada pelo Reino de Deus, caminha em frente, vai além, sempre “em saída”. Para tanto, todos preci­samos de lucidez e esperança, paciência e criatividade, coragem e humildade.

Os Bispos do Brasil lembram que as “CEB’s são uma forma de vivência comunitária, de inserção na sociedade, de exercícios do profetismo e de compromisso com a transformação de realida­de, sob a luz do Evangelho” (cf. Doc. 105, nº 146). Tudo isso em sintonia com a paróquia local, a pastoral diocesana e em comu­nhão com os pastores.

Certamente o 14º Intereclesial muito contribuirá para que a nova evangelização aconteça e cresça cada vez mais nas estrutu­ras do mundo urbano. “Se o Senhor não edificar a cidade em vão trabalham os que a constroem” (cf. SL 126,2). Fundamentados na Comunidade Trinitária a melhor comunidade, formemos comu­nidades onde não haja necessitados porque o pão é repartido. Comunidades unidas na oração, na doutrina dos apóstolos, na fração do pão e no afeto. Comunidades que cativem a simpatia do povo, o exemplo das comunidades primitivas, porque praticavam o bem comum.

Dom Orlando Brandes

 

Oração

 Ó Deus, Pai misericordioso que amas a todos com coração de Mãe,

ilumina nosso caminho para o 14º intereclesial de CEBs, para que

nos sintamos corresponsáveis pela criação, com tantos irmãos e

irmãs que procuram uma espiritualidade de comunhão,

verdadeiramente eclesial, no seguimento de Jesus, na opção pelos

pobres, pelo ecumenismo e pela ecologia, especialmente, no mundo

urbano com os desafios específicos das políticas públicas e de bem

comum.

 Senhor envia o teu Espírito sobre nós. Que saibamos responder

nesta hora da graça aos apelos do teu povo e façamos do

Intereclesial um Pentecostes desde a base, sempre animados pela

multidão de testemunhas do Reino.

Nossa Senhora Aparecida, interceda por todos nós e por uma Terra

sem males, sinal do Reino.

Pedro Casaldáliga

 

*Com informações do texto-base do 14º Intereclesial das CEB’s

Artigos similares

Topo